Warning: include(/home/ulisses/public_html/wp-includes/images/tnd.png) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/ulisses/public_html/wp-settings.php on line 311

Warning: include() [function.include]: Failed opening '/home/ulisses/public_html/wp-includes/images/tnd.png' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php') in /home/ulisses/public_html/wp-settings.php on line 311

Warning: include(/home/ulisses/public_html/wp-includes/images/lm.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/ulisses/public_html/wp-settings.php on line 312

Warning: include() [function.include]: Failed opening '/home/ulisses/public_html/wp-includes/images/lm.php' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php') in /home/ulisses/public_html/wp-settings.php on line 312
 Ulisses Tavares » Campanha
Apr 13

WP_20150412_002

WP_20150412_006

Apr 8

Jun 16
icon1 ulisses | icon2 Artigos, Campanha, Defesa Animal | icon4 06 16th, 2014| icon3No Comments »

A Copa 2014 na opinião dos excluídos

“Conhecendo os bípedes humanos, já sei que irão usar e abusar dos fogos de artifícios. Meu tio já morreu do coração por causa do barulhão e o vizinho ficou tão traumatizado que tem medo até de pum de minhoca. Vou comemorar a Copa debaixo da cama.” (Cachorro doméstico)

2

“E eu que nem cama tenho? Vou me borrar na calçada mesmo.” (Cachorro abandonado)

1

“Se a tela da janela do apartamento estiver furada, eu pulo daqui do décimo andar. Gatos, vocês sabem, não se desorientam com o espoucar dos fogos, como os cachorros. Gatos simplesmente enlouquecem.” (Gato de madame)

3

“Antes de pirar de vez, quem sabe dou sorte e encho um festeiro de unhadas, mano.” (Gato de rua)

4

“Não se reclama de barriga cheia, gente! O brasileiro já joga muita comida no lixo, agora vai jogar o dobro. Pra mim, a Copa é um banquete padrão Fifa.” (Rato de lixão)

5

“O povo vai sair mais ferrado desta, eu e minha enorme prole sairemos bem mais gordos. Crescei e multiplicai-vos, ora. E nos Jogos Olímpicos, meus bisnetos irão se esbaldar.” (Rato de esgoto urbano)

6

“Como está sobrando energia no País, mil sóis artificiais brilharão durante as noites de futebol. Com holofotes na cara, não consigo botar um ovo que seja, nem a pau, juvenal.” (Corujas das cidades)

7

“Já avisei minha família: quem sobreviver, se vinga cagando em cima de alguém lá embaixo. Se bem que vai ser só pena que voa, com milhares de rojões atirados aqui no céu.” (Um passarinho anônimo).

8

“Para mim, beleza. Os esgotos a céu aberto continuarão correndo nas comunidades. E a vítima, digo, o brasileiro, alegre e bêbado pelos jogos, vai continuar passando por cima do problema.” (Vibrião do cólera)

9

“No gramado a bola quica, fora dos estádios nóis pica. Obrigado, deus protetor dos aedes aegyptis.” (Mosquito da dengue)

10

“Sempre fui esquecido, agora morrerei em silêncio. Mas meu velório será bem iluminado pelas decorações noturnas e bem decorado pelas garrafas pets.” (Peixinho de parques municipais)

11

“Sufocado de emoção, literalmente, soltarei minha última borbulha com uma bandeirinha plástica do Brasil entalada na garganta.” (Peixinho de rio)

12

“Faço minha suas palavras. Fui.” (Peixinho do mar)

13

“Sei que não adianta nada, mas quero lembrar que o petróleo é resultado da decomposição de milhões de seres primitivos iguais a mim. E que estamos extintos há mil séculos. Não haverá repeteco. Quanto mais Copas, mais a fonte seca.” (Mensagem recebida em centro espírita dos dinossauros)

14

“E depois o único bicho inteligente é o homem…” (Movimento A Natureza Black Bloc)

 15

Ulisses Tavares é um bicho brasileiro que não vai comemorar a Copa. Coisas de poeta.

16

Jul 11

Jun 19

Quem somos, de onde viemos, para onde vamos?

Somos o povo brasileiro,
Aquele que é capaz de comemorar
As vitórias todos juntos.
Mas, na hora da derrota,
Viramos defuntos.
Zumbis vorazes e arteiros
Da máxima: farinha pouca
Meu pirão primeiro.
Viemos de séculos
De sangue, lutas e sacanagens:
Meia dúzia de sacanas
Espertos e milhões de sacaneados.
Até agradecemos ao feno ofertado,
Melhor que chicotadas,
Ponham mais impostos e corrupção
Na carroça,
Perto do que já passamos
Isso não é nada.
Vamos para outro tempo
Onde o pacífico burro
Reclama e dá coice.
Aquela foice pasmaceira foi-se.
Talvez, essa a esperança,
Deixemos de ser pirralho.
Sai da frente, paspalho,
Finalmente crescemos,
Caralho! 

Ulisses Tavares – junho 2013.

Oct 1

Marcha pelos Animais SP 29/9 – Escritor e ator Ulisses Tavares participou com interessante cartaz. Na web, mais de dois mil confirmaram presença na passeata. Apenas 60 gatos pingados compareceram. Mas é assim mesmo: grandes mudanças começam aos poucos e com poucos. – Foto: Roberto Aoike

 

Jan 26

Quarta, 25 Janeiro 2012.
Fonte: dcomercio.com.br

A manifestação contra a corrupção no Estado brasileiro, realizada ontem, no vão do Museu de Arte de São Paulo (Masp), no feriado de aniversário da capital paulista, teve vigília, cerimônia de entrega de troféus para os políticos vencedores do concurso Algemas de Ouro, desacordo entre os organizadores do encontro e a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), passeata, dança de protesto indígena e a participação de mais ou menos 500 manifestantes.

Organizada pelos grupos de internet de combate à corrupção Nas Ruas, Revoltados Online e Marcha pela Ética, a manifestação exigiu o voto aberto nas votações do Congresso, a manutenção dos poderes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e julgamento dos envolvidos no “mensalão” pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A partir das 22 horas de anteontem, uma vigília, no Masp, deu início ao encontro.

Com público flutuante, de mais ou menos cem pessoas, essa vigília teve grupo musical e de dança amadores. Além disso, os organizadores escreveram na calçada em frente ao museu, com velas acesas, a frase “Voto aberto já”, em referência ao fim do voto secreto entre os parlamentares.

Com máscaras, bandeiras do Brasil, narizes de palhaço, rostos pintados e camisetas com frases anticorrupção, a partir das 13 horas de ontem, muitos manifestantes carregavam cartazes de protesto onde se lia “sem partido e sem bandeira, corruptos na cadeia” ou “lugar de político corrupto é na prisão”, “Judiciário: faxina já”, “não chame político corrupto”, entre outras. Ainda no vão do Masp, os manifestantes se motivavam com várias palavras de ordem, entre elas: “Sarney Ladrão, devolva o Maranhão”; “O povo acordou, o povo decidiu ou para a roubalheira ou paramos o Brasil”; “Não, não, não corrupção, queremos o dinheiro na saúde e educação”.

O caminhão com trio elétrico presente ao evento só pode permanecer na avenida, em frente ao Masp, por 25 minutos. Por falta de autorização, a CET impediu a permanência do veículo no local. O trio teve de sair pela avenida, para não ser multado pela quarta vez. Saiu animado pelo som de um disk jockey e pela banda Pega Ladrão, mas sem acompanhamento do público. Até o trio voltar ao Masp, houve desmobilização de manifestantes. Muitos deixaram o evento. “A CET atrapalhou nosso encontro. Deu mais valor à indústria da multa do que ao combate à corrupção”, protestou Marcello Reis, um dos líderes do Revoltados Online.

Na volta do trio, em frente ao Masp, os vencedores do Algemas de Ouro – José Sarney, José Dirceu e Jaqueline Roriz –, resentados por “atores” com suas máscaras, pela segunda vez receberam as algemas de ouro, prata e bronze. O concurso foi criado pelo Movimento 31 de Julho, do Rio, cidade onde os vencedores foram premiados pela primeira vez no dia 19.

Em seguida à premiação, o trio voltou à avenida, puxando uma passeata na Paulista com mais ou menos 150 pessoas. “Não vamos parar de pressionar os poderes, para que combatam a corrupção”, disse Carla Zambelli, uma das líderes do Nas Ruas.

Belo Monte – Com dança de protesto, indígenas das etnias Guarani e Kalapalo participaram da manifestação, para protestar contra a criação da Usina Belo Monte, no Xingu.

Sep 8

May 25

Apresentadora e escritor lançam nova campanha
destinada a “cachorreiros”.

Eis algo a ser imitado:

Primeiro, a apresentadora Luisa Mell e o escritor Ulisses Tavares lançaram um livro de grande sucesso entre os amantes do mundo canino: “Poemas que latem ao coração”, com poemas e fotos sobre cães (Editora Nova Alexandria). No genêro, continua entre os 10 mais vendidos.

Com a cãoplicidade dos poetas e da editora (a dona da Editora, Rosa Zuccherato, é também uma protetora dos cães abandonados), canalizaram o dinheiro das vendas do livro para concretizar uma idéia muito prática e benvinda: convencer os conscientes donos de cachorros (nem tanto assim, como sabem todos que já pisaram em cocôs de cães em seu caminho) a não recolherem mais as fezes de seus lulús nas calçadas com sacos plásticos, como é tão comum acontecer. Afinal, os saquinhos plásticos acabam prejudicando outros animais lá na frente, como os peixes.

Durante o ano passado, milhares de saquinhos de papel foram distribuídos e a mensagem foi muito bem passada. Mas agora, Luisa Mell e Ulisses Tavares descobriram que é melhor ensinar a pescar em vez de dar o peixe. E passam a distribuir milhares de postais ensinando como fazer um saquinho cata-cocô de papel jornal. “O processo de conscientização em relação a cidadania é mesmo assim. Lento, mas incessante.” – dizem eles.
Realistas, esses dois batalhadores veteranos na luta ambiental e pelo boa convivência entre humanos e animais, concluem que “não é moleza mudar o mundo, mas dá pra se tentar melhorar sempre.” Nem que seja ajudando as calçadas a ficarem mais limpas dos resíduos dos adoráveis peludinhos.

 

Apoiadores:

Editora Nova Alexandria

Rosa Zuccherato

(11) 2215-6252

www.novaalexandria.com.br

 

 

Quasar Consultoria e Sistemas

Solange Albuquerque

(11) 3846-3226

www.qcs.com.br

 

Lourenção Assessoria Contábil

Ricardo Nascimento

(11) 3032-7947

www.lourencaoassessoria.com.br

 

ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Silvana Andrade

(11) 3141-9434

www.anda.jor.br

 

Assessoria de Imprensa:

Nathália Lippi

(11) 3865-3936

poetaulisses@terra.com.br

 

 

 

 

 

 

 

Abaixo, confira vídeo que ensina como fazer o seu cata-cocô: