Beleza & Saúde

Também da fase Lintas, lançamento do novo barbeador Philishave, criação de Ulisses e Rocca. O garoto propaganda do comercial de tv era o Christian Fittipaldi que herdou do pai, Emerson Fittipaldi, a simpatia, o bom mocismo, o indiscutível talento para vencer nas pistas e…aquela voz de taquara rachada e Pato Donald! A saída foi criar um comercial em que ele entra mudo e sai calado, rs.

Cliente bacana, meu cliente para este freela também era, o Cícero Feltrin. Então deu tudo certo. Vender cosméticos é atitude.

Mais uma emplacada na equipe comandada pelo boa praça Ercílio Tranjan e vice-presidida pelo não menos sangue bom Manoel Zanzoti. Lançamento do depilador Beauty Lady. Curiosidades dos bastidores: apesar da foto soft erótica feita por Bob Wolfenson e do galã passar a mão na perna da mocinha no comercial de tv, ela se recusou a beijá-lo na boca (cena que fazia parte do roteiro original). Evangélica, pudica ou com namorado ciumento, ninguém sabe o porque da recusa. Outra é que o Ulisses, xereta como sempre, resolveu testar o depilador e doeu pra caramba!

Como sempre, o diretor de arte Carlos Rocca transformando banalidades como o Dia da Secretária em jóias estéticas. Também é dele a escolha da magnífica gata do comercial de tv. O Ulisses só redigiu e ficou babando, como sempre fica diante da beleza.

A Feira era destinada a mulher madura. Mas vai chamar uma quarentona, cinquentona ou sessentona de velhinha, rs, pra ver o que acontece. Ulisses inventa o conceito Mulher Melhor e tudo vai bem para este evento da Lemos Comunicação em junho de 2000.

Anúncios rompendo a sisudez das revistas dirigidas aos médicos. Ulisses e seu ídolo, o cartunista Jaguar, criando juntos. Deu no que deu. Super certo.

Grande experiência do Ulisses com a indústria farmacêutica, segmento de uma agencia especializada, a Limay, do Assef. Nunca foi só criar, mas se envolver com os remédios e o mundo médico, cheio de nuances e altamente competitivo, cada palavra medida e pesada. Ulisses mergulhou tanto nesse universo que, por um bom tempo, virou palestrante de eventos e congressos de medicina na área de comunicação.

Uma campanha que continua até hoje! Quem já teve mãe e avó com osteoporose, como o Ulisses, sabe com que prazer ele criou e se engajou nessa propaganda/movimento.

Ainda na agência Limay, Ulisses cria a campanha de prevenção do câncer de próstata. Como seu pai morreu disso (machismo brasileiro padrão, tipo “médico nenhum vai botar o dedo no meu furú”), Ulisses incluiu capítulo sobre isso no seu livro Guia do Homem, que já virou clássico, ainda bem. Tanto o assunto continua tabú que, naquela ocasião como hoje, as campanhas são direcionadas a um bicho mais inteligente que o homem, a mulher. Pior que o dedo do médico no ânus para examinar, é morrer de câncer de próstata e burrice.

Uau, bons tempos em que o risco não era de aids por agulha contaminada. Ulisses se orgulha de ter criado esta campanha, lançando a seringa descartável no Brasil, uma novidade e tanto.