1ª Feira do Livro de Amapá – FLAP

 

Claudinha, primeira dama do Amapá, com seu sorriso e entusiasmo pela promoção da leitura, seus filhotes João e Cloé; o poeta cigano Ulisses Tavares; o lendário editor José Xavier Cortez e a escritora e contadora de histórias pernambucana Lenice Gomes.

 

O poeta Ulisses Tavares tentando abraçar o riomar Amazonas durante a Feira do Livro do Amapá e sendo abraçado por ele.

 

O poeta e o governador Camilo Capiberibe, que recebe de braços abertos escritores e formadores culturais de fora mas põe todos para ralar em palestras, oficinas e encontros com o público, rs.

 

Ulisses e Carla Nobre, a locomotiva da Flap. Nobre é sobrenome dela mas também seu vaticínio.

 

A esquerda, o cão chupando manga, Ulisses Tavares. A direita, a professora Elisete Jardim, uma das grandes animadoras da Flap. Aliás, todas as professoras de Macapá são esfuziantes e contagiantes com seu amor pela literatura. P.S.: o cão chupando manga é uma expressão popular nordestina que tanto pode designar uma pessoa valente e sagaz como um feioso. Vocês escolhem.

 

O poeta no altar de Santo Antonio na igrejinha do Forte do Amapá super bem conservado e digno de admiração. O Forte, não o poeta.

 

Olimpio Guarany, o prestigiado jornalista e apresentador de TV do Amapá, sua filha Tássia, jornalista e defensora dos animais, durante entrevista na Flap.

 

Ulisses fazendo o que mais gosta: dizendo poesias e piadas na Praça do Artesão, Amapá.

 

Após a palestra UTI da Poesia, o poeta entre a bibliotecária Lulih Rojanski e a professora e defensora dos animais Karla Regina.